A história do livro é verdadeira?

espiritual

A história do livro é verdadeira?

Depois de algumas pessoas terem lido o livro “Hipnose, o Regresso ao Passado”, na sua versão de rascunho, e outra, mais definitiva, houve quem colocasse a questão, se esta seria uma história verdadeira?

Apenas para resumir, os aspetos essenciais do livro: Marcus Belling é um hipnotizador famoso que, um dia, recebe no seu consultório a misteriosa Anne Pauline. Ao longo de várias sessões de hipnose, nas quais ela se sujeita à Terapia de Regressão, ela descobre que consegue interagir e comunicar com algumas das pessoas que fizeram parte das suas diferentes vidas passadas. Até, inclusivamente, alterar eventos do passado.

Curiosos para saber, se fui buscar algum segredo oculto, que a maioria de nós desconhece?

Começo primeiro por contar, que quando andava à procura de um editor em Portugal para publicar o livro, apresentei o esboço da história (ainda muito embrionário) a uma pessoa, para perceber se tinha potencial literário, e de mercado. Na altura (já lá vão alguns anos), as primeiras páginas começavam, nessa antiga versão, com uma carta do hipnotizador Marcus Belling à Associação Nacional de Hipnose. Quando esta pessoa, que trabalhava no mercado editorial leu o rascunho, apercebeu-se imediatamente de uma estranha coincidência. Disse-me então assim: “Já reparou que esta carta é datada de 1 de dezembro? Hoje é dia 1 de dezembro”. E logo a seguir perguntou-me, como se uma pergunta levasse à outra: “Esta história é verdadeira?”. Olhei para o que escrevera, incrédula com a coincidência, mas também, pelo conteúdo da segunda questão. Será que eu tinha escrito algo, com um enquadramento tão realístico, que parecia ser possível as pessoas poderem realmente comunicar com aqueles que fizeram parte das suas vidas passadas?

Percebi, passado algum tempo, que a questão parecia ser recorrente, por parte de algumas pessoas, que se calhar, tinham a curiosidade em saber, se a história se baseara em acontecimentos verídicos.

espiritual

Nunca fui Hipnotizada!

Apesar de já me terem tentado hipnotizar online. Ou seja, tratou-se de uma tentativa de, alguma forma, entrar em transe hipnótico, mas foi uma experimentação feita alguns anos depois, de ter escrito o livro “Hipnose, o Regresso ao Passado”. Não sei de ninguém ter sido capaz de se comunicar com as pessoas das suas vidas passadas, ou de alterar eventos desse passado, através da Regressão. Nem nunca ouvi falar de pessoas, ou vi documentários, relatando essa habilidade. Apesar do carácter realístico que certas pessoas possam pressentir na história, é tudo fruto da minha imaginação. Caso isto fosse um dia possível, considero então que estaríamos perante um poder enorme, que certamente seria ambicionado por muitos (tal como Josef Salvaterra, na história).

espiritual

Surpreende-me, contudo, agradavelmente, que as minhas palavras tenham ressoado a tal ponto que vos tenham feito pensar que os contornos da história, pudessem provir de algo real. Ainda assim, se souberem de alguém que consegue interagir com as pessoas das suas vidas passadas, por favor, guardem o segredo: algo tão poderoso e invejável como esse dom, deve continuar a fazer parte do mundo privado de qualquer um.